10- Resistência ao Avanço

 

O calculo de resistência foi estimado a partir de formulações propostas por Holtrop – Mennen 84, pois não se dispõe de medições feitas no tanque de provas pelo teste de reboque, devido ao fato de não ter disponível a forma final da embarcação. O método citado, a resistência total do casco é estimada de acordo com a seguinte expressão:

 

Rtotal = RF + 1+k1 + RAPP + Rw + RB + RTR + RA

 

RF        : Resistência friccional

1+k1    : Fator de forma do navio

RAPP    : Resistência dos apêndices

RW       : Resistência de onda

RB        : Resistência relacionada ao bulbo

RTR      : Resistência relacionada à área transom

RA        : Correlação entre as resistências do navio e do modelo.

 

As figuras 8.1 e 8.2 apresentam os resultados obtidos, a partir da planilha Estima (Elaborada pelo professor Alexandre Alho) respectivamente os valores das componentes da resistência total, assim como ela própria, e da potência efetiva para diversas velocidades. Estas figuras representam os resultados da planilha.

 

Figura 10.1

 

                   

Figura 10.2

 

 

Resistência Total: 61,2 kN

 

 

 

No link a seguir encontra-se a planilha Estima utilizada para o calculo da resistência ao avanço: Planilha